• Facebook
  • Instagram
  • Preto Ícone LinkedIn

© 2019 Por C+M Comunicação.

Rua Pedro Américo, 32 - 19º andar

Centro - São Paulo/SP - 01045-010

11 4110-5132

11 95653-2013

Buscar
  • C+M Comunicação

Varejo do futuro coloca pessoas no centro das relações e a tecnologia como apoio desse processo

Tendência é um dos temas em pauta no 2º Super Fórum, o único evento pós-NRF do Brasil customizado para o varejo alimentar e de bens não duráveis


É inegável os efeitos da tecnologia e da mobilidade no comportamento de consumo. E o setor varejista se apropria dessas tendências para atender às novas necessidades dos clientes e conseguir se desenvolver em um mundo conectado e em transformação constante. Um fenômeno que só deve crescer e por isso, assunto comum nos debates do setor. Contudo, uma nova consciência tem sido unanimidade entre os especialistas e entre todos os segmentos desse mercado: o ser humano existe para se relacionar com outros seres humanos, a tecnologia existe para facilitar essa interação.


Assim como o avanço tecnológico possibilita a inovação, essa consciência também tem guiado as transformações das relações entre empresas e clientes no varejo e no mercado de trabalho no setor.

Sandra Castello, Diretora de Marketing e Pessoas da DMCard, esteve em Nova York participando da NRF e trouxe a reflexão para o Brasil, colocando o tema na agenda do 2º Super Fórum, que acontece em março. A executiva comenta como conhecer o comportamento humano é essencial para o sucesso de qualquer varejista.


“É indispensável conhecer bem o seu consumidor e, a partir de então, buscar a solução de como melhorar sua jornada, seu caminho. Talvez um cliente só queira entrar na loja, pegar o produto e ir embora, como é o perfil dos frequentadores do Starbucks que já tem consciência dessa jornada. Enquanto outro deseja experimentar, entender o funcionamento e ser acolhido por alguém que consiga aconselhá-lo sobre a escolha e o melhor produto para atender suas necessidades. Em ambos os casos, o que vale é entregar a experiência que ele gostaria de ter com a sua marca ou loja. Apenas assim a experiência fará sentido para ele”.


No Starbucks, citado por Sandra, a empresa que valoriza, incentiva e investe no relacionamento com seus colaboradores, entende que a tecnologia existe para que os humanos sejam mais humanos, e têm trabalhando o colaborador como principal garantia da excelência na experiência do cliente. Ao compreender que a maior parte do seu público não esperava encontrar nas lojas a automatização e auto-atendimento, que são sucesso em pontos de venda da Amazon Go, por exemplo, mas sim um momento de pausa onde pudesse desacelerar e apreciar seu café com calma, interagindo com amigos e, porque não, com a equipe da loja, a rede se beneficiou. O resultado foi o aumento da frequência dos clientes e, consequentemente, da rentabilidade.


Outro bom exemplo do que ela explica, porém, ao contrário do Starbucks já investe em tecnologia de ponta no primeiro contato com seu cliente, é a loja da Nike, localizada na 5ª Avenida, em Nova York. Nos seis andares do ponto de venda, o visitante pode entrar, escolher os produtos, provar e pagar sem interagir com um vendedor, a não ser que ele queira. Isso é possível utilizando o aplicativo da marca para escanear o QR Code dos itens em exposição. Por lá você seleciona o tamanho e efetua o pagamento pelo próprio aplicativo.



Sandra Castello, Diretora de Marketing & Pessoas da DMCard (Foto: Divulgação).


No entanto, a tecnologia não dispensa os atendentes da loja, que atuam mais como consultores do que como vendedores em si. Auxiliam na escolha do produto conforme a necessidade do consumidor e também na personalização de itens, serviço disponível na loja e um dos grandes diferenciais.


De acordo com Martha Gabriel, escritora, consultora e palestrante nas áreas de marketing digital, inovação e educação e uma das presenças confirmadas no palco do 2º Super Fórum, as máquinas não substituem os humanos, mas possibilitam que suas atuações sejam voltadas para aquilo que as máquinas não conseguem executar.


“A agricultura mudou nossa forma de existir no mundo. Antes você tinha que ficar atrás de comida o tempo todo, e muitas vezes não obtinha sorte. Com a agricultura, tudo é feito em abundância, e esse tempo que antes utilizávamos para caçar, com a tecnologia se torna tempo livre para que possamos inventar todas as outras coisas que temos hoje”.

A tecnologia não pode ser vista como uma ameaça, mas como a própria realidade, que facilita a vida de todos nos mais diversos serviços. O varejo busca se transformar para a adequação nesse cenário a fim de manter o crescimento do negócio entendendo a necessidade dos clientes e repensando a empresa do ponto de vista das pessoas, indo além das funcionalidades básicas de seu serviço ou produto.


Sobre o Super Fórum 2020 e a DMCard


O Super Fórum é um evento bienal realizado pela DMCard com o objetivo de incentivar o desenvolvimento do setor supermercadista brasileiro. Já em sua primeira edição, realizada em 2018, o encontro consolidou-se como o maior radar de tendências e tecnologias do varejo alimentar e de bens não duráveis no Brasil.


Representantes do primeiro escalão da DMCard monitoram os caminhos pelos quais o varejo internacional segue para, então, convidar os maiores pensadores brasileiros sobre o tema e criarem um agenda de palestras totalmente focada na realidade do país. Assim como na primeira edição, os executivos da empresa estiveram em Nova York, na NRF 2020 (Retail’s Big Show) que é o maior evento do varejo mundial.


Por lá, fizeram a curadoria de todas as novas tendências e tecnologias aplicáveis varejo alimentar e de bens não duráveis, além dos possíveis caminhos para o desenvolvimento e crescimento desse setor. Com isso, o Super Fórum se tornou o único grande evento do varejo brasileiro que conta com conteúdo pós-NRF dentro de sua programação.


Além de ter a apresentação pós-NRF, que é a única do Brasil customizada para este setor, o Super Fórum conta com uma agenda intensa que cobre todas as áreas que refletem nos resultados do varejo, como novas tecnologias, tendências futuras de comportamento de consumo e análise do cenário econômico e político.


A DMCard é uma administradora de cartões de crédito que viabiliza a redes de supermercados a possibilidade de oferecerem aos seus consumidores um cartão de marca própria que, além de aumentar as vendas, fideliza seus clientes.


Hoje, conta com uma completa e integrada estrutura de administração e processamento de operações, e atua em diversas regiões do Brasil. A empresa já ultrapassou a marca de 3 milhões de cartões emitidos para mais de 360 redes e 2.300 lojas.


Com nota alta em qualidade de serviço, a DMCard é uma das únicas empresas de cartões que possui o selo RA1000, garantindo o compromisso da marca em oferecer o melhor atendimento para seus parceiros e clientes.


Serviço


2º Super Fórum

Data: 5 de março de 2020 (quinta-feira)

Horário: Das 8h às 18h

Local: Expo Center Norte

Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme - São Paulo / SP

Informações e inscrições: www.segundosuperforum.com.br

0 visualização